olha o boneco

O blog de fotografia do MEF-Movimento de Expressão Fotográfica

terça-feira

 

DESERTO - Al Berto «O Livro dos Regressos». Lisboa: Frenesi, 1989.


Quando ceguei decidi ser fotógrafo.
O que me levou a tomar esta decisão foi (após prolongado período de escuridão absoluta) a quantidade de imagens surgidas no meu espírito.
Primeiro, desfocadas, sem contornos nem volume; depois, a pouco e pouco, os elementos que as compunham definiram-se, tornaram-se reconhecíveis.
Pude ver, enfim, o que o meu espírito criara; e nenhuma das imagens (pelo menos que me lembrasse) se parecia com as que, porventura, vira antes de cegar.
Resolvi pedir auxílio a C. - descrevia-lhe com minúcia o que pretendia fotografar.
Se era uma paisagem, por exemplo, pedia-lhe que me encontrasse uma, em tudo semelhante àquela por mim descrita.
C. passou a ser o meu olhar.
Mas C., não podia ver a minha paisagem, e eu jamais saberia se a fotografia era igual, ou parecida, à que desejara fotografar. E, se por acaso, descrevesse a mesma paisagem a B. (e não a C.) pedindo-lhe para, em seguida, me descrever a que via impressa no papel, apercebia-me de que não coincidiam em quase nada.
As paisagens de C. eram, sempre, diferentes das minhas. B. confirmava o que eu já suspeitava.
Apesar de tudo, continuei a trabalhar. Viajava na companhia de C. - íamos à procura dos lugares e das coisas que eu queria fotografar.
Dessa época, uma das fotografias (talvez a minha preferida) era de um grande rigor e simplicidade. uma estrada sumia-se na curva do horizonte, e a linha branca da estrada terminava num ponto situado no centro da folha.
Embora C. me dissesse que, numa das bermas da estrada havia uma árvore. Não me recordo se lhe tinha falado numa estrada com uma árvore. É pouco provável.
Mas nada disto tem grande importância. A verdade é que eu não podia ver se havia ou não uma árvore na fotografia. E C. também não podia confirmar a existência duma árvore dentro da minha cabeça.
Certo dia pedi a C. que me indicasse como fotografar areia. Grandes extensões, de areia ou de água, de céu vazio.
B., ao ver uma fotografia dessa série, disse: - Não está aqui quase nada. Algumas sombras, um pouco de luz e formas indefinidas.
Soube, nesse instante, que tudo começara a não coincidir - e - dentro e fora de mim.
Nunca mais precisei de C., nem de B. - desatei a fotografar sem ajuda. Escolhia o que desejava fotografar pelo tacto e pelo olfacto. Apontava a objectiva para o céu, para a água ou para as areias - disparava com a certeza de que as imagens que não via coincidiam com as que via. Assim, ao fim de algum tempo, o que estava fora de mim passou a ser igual ao que estava dentro de mim - Luz e Sombra.
E foi com Luz e Sombra que iniciei, no papel, a construção da minha biografia.

DESERTO - Al Berto «O Livro dos Regressos». Lisboa: Frenesi, 1989.

quinta-feira

 

Projecto_Lisboa


Fotografia de Luís Rocha

 

Projecto_Lisboa


Fotografia de Luís Rocha

quarta-feira

 

Projecto_Lisboa


Projecto_Lisboa
Fotografia de luís Rocha

 

Salamanca

As fotografias "Rapariga na Esplanada #1 #2",
"Rapariga na Esplanada #3 #4" e
"O beijo na Plaza Maior"
fazem parte do Projecto_Salamanca
fotos Luís Rocha

 

Rapariga na Esplanada #3 #4

 

Rapariga na Esplanada #1 #2

 

Salamanca


O beijo na Plaza Maior
Fotografia de Luís Rocha

 

Elevador da Bica


Projecto_Lisboa
Fotografia de Luís Rocha

 

Feira Social

 

Curso de Fotografia Profissionalizante

 

Paris é uma Miragem, de John Godber


fotografia de Luís Rocha

Ensaios do novo espectáculo da Companhia Teatral do Chiado,
Paris é uma Miragem, de John Godber
com Manuel Mendes e Sofia Duarte Silva
e encenação de Juvenal Garcês




domingo

 

Prova de contacto

O MEF lança a newsletter "Prova de contacto".
A newsletter é enviada por correio electrónico.
Podes subscrevê-la em:
geral.mef@gmail.com

 

Feira Social

O MEF nos dias 18, 19 e 20 esteve na Feira Social a dinamizar "O jornal da feira" em conjunto com a associação CAIS.

segunda-feira

 

Lezíria em Vila Franca de Xira


Trabalho de Luís Rocha para a Bienal de Fotografia
em Vila Franca de Xira

 

Projecto_Lisboa

Fotografia de Luís Rocha

Quem queira receber informações sobre o Projecto_Lisboa pode fazê-lo em geral.mef@gmail.com

quinta-feira

 

Fotojornalistas obrigados a mudar para o digital.


A subsitituição de equipamento fotográfico analógico por máquinas digitais não pode ser imposta aos repórteres fotográficos e deve ser comparticipada em pelo menos 50 por cento pelas empresas jornalísticas. Os repórteres fotográficos estão a pagar os custos da modernização tecnológica das empresas. Em comunicado, a direcção do Sindicato dos Jornalistas condena a imposição da substituição de máquinas analógicas por máquinas digitais. Várias empresas estão a exigir aos repórteres fotográficos que paguem do seu bolso os novos equipamentos, mesmo quando estes ainda não acabaram de pagar as máquinas tradicionais que entretanto adquiriam. Esses órgãos de comunicação social exigem ainda aos repórteres fotográficos que paguem os cartões de memória e baterias das máquinas digitais. Todo o ónus da modernização recai assim sobre os jornalistas, enquanto as empresas beneficiam de uma redução substancial de custos, devido à eliminação do filme e respectiva revelação. O Sindicato dos Jornalistas considera inaceitável esta situação e defende que as empresas devem comparticipar a compra das máquinas em pelo menos 50 por cento, apoiar os encargos assumidos pelo trabalhador nessa compra e suportar os custos relativos aos consumíveis das máquinas digitais.
"Esta informação foi retirada do site www.photogramas.com e editada por João Martins".

 
"Life is in color, but black and white is more realistic"
Wim Wenders

segunda-feira

 


Projecto_Aldeias_Históricas
Foto de Luís Rocha

 


Projecto_Aldeias_Históricas
Foto de Luís Rocha

 


Projecto_Aldeias_Históricas
Foto de Luís Rocha

 

Dança na Malaposta
Foto de Luís Rocha

 


Projecto_Vinhos de Portugal_Aldeias
Foto de Luís Rocha

quarta-feira

 


Projecto_Aldeias_Históricas
Foto de Luís Rocha

 


Trabalho fotográfico sobre as aldeias históricas
Foto de Luís Rocha

 


Foto de espectáculo de dança na Malaposta.
Foto de Luís Rocha

 

Levantamento Fotográfico


Ensaio fotográfico "Castro" em Castro Verde feito por Luís Rocha.

Arquivos

Dezembro 2004   Janeiro 2005   Fevereiro 2005   Março 2005   Abril 2005   Maio 2005   Junho 2005   Julho 2005   Agosto 2005   Setembro 2005   Outubro 2005   Novembro 2005   Dezembro 2005   Janeiro 2006   Março 2006   Abril 2006   Maio 2006   Junho 2006   Julho 2006   Setembro 2006   Outubro 2006   Novembro 2006   Janeiro 2007   Fevereiro 2007   Março 2007   Dezembro 2007   Março 2008   Agosto 2008   Abril 2009   Maio 2009   Junho 2009   Julho 2009   Setembro 2009   Outubro 2009  

This page is powered by Blogger. Isn't yours?

Subscrever Mensagens [Atom]