olha o boneco

O blog de fotografia do MEF-Movimento de Expressão Fotográfica

sexta-feira

 

"O Beijo"

Original da foto "O Beijo" é comprado por 155 mil euros

Um dos raros originais de "O beijo" (1950), a célebre fotografia de Robert Doisneau que mostra um casal a beijar-se numa rua de Paris, foi comprado na segunda-feira por 155 mil euros, que sobe para 184.960 euros quando somadas as despesas do leilão.
A foto, de 18x24,6 centímetros, teve como preço inicial entre 15 mil a 20 mil euros.Os organizadores do leilão, da Artcurial Briest-Poulain-Le Fur, que há várias semanas lançaram uma campanha internacional de divulgação do leilão, previram que o seu valor "subiria", embora após a venda tenham reconhecido à EFE que estavam "muito surpresos" e asseguraram não ter sequer pensado que pudesse "subir tanto".
A maior cotação atingida até ao momento por uma fotografia de Doisneau foi de 14 mil euros, destacaram.
O comprador de "O beijo" é "um colecionador suíço que não quis revelar a sua identidade", pelo menos por enquanto, e que deu o lance por telefone, informaram."Houve muitos telefonemas" esta noite na sede da Artcurial, disseram os organizadores do leilão.
A antiga proprietária do original de Doisneau (1912-1994) era a mulher que aparece na foto, Françoise Bornet, de 75 anos.
A rapidez da venda foi tão impressionante que deixou a própria proprietária surpreendida.
Acompanhada do seu marido, que conheceu em 1960, dez anos depois do famoso beijo, Bornet não escondia a sua alegria.
O casal leiloou a fotografia e outros pertences para montar uma produtora de documentários para televisão.
A fotografia de Doisneau deu a volta ao mundo e transformou-se num romântico símbolo do amor e da vida quotidiana na capital francesa em meados dos anos 80, por isso em 1992 bateu todos os recordes de vendas com a comercialização de mais de 400 mil cópias.
Françoise Bornet estudava artes dramáticas no Curso Simon com o seu namorado, Jacques Carteaud, quando Doisneau buscava material para uma reportagem da revista americana America's Life sobre os apaixonados de Paris.
O artista descobriu o casal num café parisiense e pediu para que os dois servissem de modelo e posassem na rua dando um beijo apaixonado.
Embora o romance só tenha durado alguns meses, Françoise Bornet guardou a fotografia com o selo de Doisneau na parte posterior, que foi enviada pelo próprio fotógrafo uns dias depois.
Os dois guardaram também o segredo do fotógrafo, pois pensavam que Doisneau preferia deixar o mundo acreditar que a foto não havia sido encenada.
Françoise Bornet mudou, no entanto, de opinião, quando em 1992 começaram a surgir candidatos pedindo a cobrança de direitos autorais, assegurando que eram os protagonistas da cena.

Informação retirada de: Diversão & Arte http://www1.uol.com.br





<< Página inicial

Arquivos

Dezembro 2004   Janeiro 2005   Fevereiro 2005   Março 2005   Abril 2005   Maio 2005   Junho 2005   Julho 2005   Agosto 2005   Setembro 2005   Outubro 2005   Novembro 2005   Dezembro 2005   Janeiro 2006   Março 2006   Abril 2006   Maio 2006   Junho 2006   Julho 2006   Setembro 2006   Outubro 2006   Novembro 2006   Janeiro 2007   Fevereiro 2007   Março 2007   Dezembro 2007   Março 2008   Agosto 2008   Abril 2009   Maio 2009   Junho 2009   Julho 2009   Setembro 2009   Outubro 2009  

This page is powered by Blogger. Isn't yours?

Subscrever Mensagens [Atom]