olha o boneco

O blog de fotografia do MEF-Movimento de Expressão Fotográfica

sexta-feira

 

censura!!!

Palavras como "democracia", "liberdade", "direitos humanos", "comunismo", "socialismo", "capitalismo", "independência de Taiwan", "Tibete", "Dalai Lama", "Tiananmen" e "Falun Gong" estão a ser censuradas nos blogues chineses.
Essa censura resulta de uma colaboração entre a empresa americana Microsoft e as autoridades da República Popular da China.
As restrições estão incluídas no MSN Space, um serviço de blogues lançado na China, em Maio, pela Shanghai MSN Network Communications Technology, empresa da qual a Microsoft detém 50 por cento do capital.
Um porta-voz da empresa americana, Adam Sohn, disse à agência Associated Press que as restrições são o preço que a companhia tem de pagar para espalhar os benefícios dos blogues e das mensagens online."
Mesmo com os filtros, estamos a ajudar milhões de pessoas a comunicar, partilhar histórias e fotografias e a construir amizades.
Para nós isso é que interessa", afirmou Adam Sohn.
Esta atitude da Microsoft segue-se ao elogio que Bill Gates, o dono da empresa, fez dos dirigentes chineses que combinam a economia de mercado com um rígido controlo político.
"É uma nova forma de capitalismo, e, para o consumidor, é a melhor coisa que aconteceu", referiu Bill Gates há alguns meses.
A questão da participação da Microsoft na censura aos blogues na China foi denunciada num artigo publicado no início desta semana no jornal Financial Times, que revelava que palavras como democracia e liberdade eram "apagadas" na versão do site MSN.
Segundo o Financial Times, o site bloqueia frases anti-comunistas enviando uma mensagem de erro a todos os que utilizam essas palavras, para evitar que as autoridades chinesas fiquem melindradas com essa utilização.
A mensagem refere "Este item contém palavras proibidas, por favor apague-as."
O programa de censura é bastante selectivo e politicamente orientado.
Por exemplo, a palavra "manifestação" é tabu, mas o termo "protesto" pode ser utilizado.
O mesmo verifica-se com "democracia", que é uma palvra proibida, mas "anarquia" e "revolução" não são censuradas.

A Microsoft espera ter 100 milhões de utilizadores chineses este ano.
Somente nos Estados Unidos existem mais pessoas online.

A Microsoft não é a única empresa a aceitar a censura na China, de acordo com os Repórteres sem Fronteiras (RSF) - a Yahoo tem uma política semelhante. Os RSF salientam que as multinacionais devem "respeitar princípios éticos básicos". Por isso, o grupo de defesa dos direitos dos jornalistas critica a colaboração entre a Microsoft e as autoridades chinesas.

Entretanto, o ministro chinês da Indústria ordenou aos criadores de blogues que registem os respectivos sites até ao fim deste mês.
Caso contrário serão fechados.





<< Página inicial

Arquivos

Dezembro 2004   Janeiro 2005   Fevereiro 2005   Março 2005   Abril 2005   Maio 2005   Junho 2005   Julho 2005   Agosto 2005   Setembro 2005   Outubro 2005   Novembro 2005   Dezembro 2005   Janeiro 2006   Março 2006   Abril 2006   Maio 2006   Junho 2006   Julho 2006   Setembro 2006   Outubro 2006   Novembro 2006   Janeiro 2007   Fevereiro 2007   Março 2007   Dezembro 2007   Março 2008   Agosto 2008   Abril 2009   Maio 2009   Junho 2009   Julho 2009   Setembro 2009   Outubro 2009  

This page is powered by Blogger. Isn't yours?

Subscrever Mensagens [Atom]